sábado, 27 de fevereiro de 2010

3ªº

Postado por Babi às 11:23
Reações: 
0 Comente aqui.
Finalmente um pequeno espaço de tempo para contar-lhes em breves palavras minha primeira semana de aula.

Como é possivel as pessoas voltarem mais chatas do que eram antes? Ou eu que tinha me esquecido do quanto as pessoas necessitam de um platéia para se verem felizes?
Em uma semana de aula eu já estou com saco cheio de tanta idiotice. Por que as pessoas precisam tanto de atenção? Será que elas só conseguem o que querem na escola? Será que os pais já não dão atenção o bastante?

Queria muito que as pessoas fossem menos metidas e arrogantes. O mundo seria muito melhor. Vocês não acham?

Tudo bem se algumas pessoas tem seu estilo patricinha super aflorado, mas afinal, eu tenho culpa disso? Pelo amor de Deus. Onde esse mundo vai parar, com essas meninas indo de micro-short e blusinha decotada na escola?!

Tá, eu não sou uma adolescente-velha que acha certo usar saia abaixo do joelho e camisetão, sem mostrar suas vergonhas. Até por que eu sou uma adpeta do decote e do short curto, mas tudo tem seu tempo e seu espaço certo para ser usado. A menos que elas não tenham onde usar, por não ter uma vida social fora da escola. Ai já é outra história.

Nós estamos num ambiente escola, e não numa balada onde as meninas tentam aparecer mais do que as outras para chamar atenção dos meninos. Eu realmente me sinto assistindo o Animal Planet quando vejo o pátio da escola. Menininhas de 11 e 12 anos andando com a bunda de fora e mais maquiadas do que uma drag queen.

Sim, estamos no século XXI, mas o bom senso ficou no século passado?

Meu professor nos disse " Como vocês vão querer lembrar de seus colegas? Como pessoas com as quais você se divertiu ou vocês nem vão querer lembrar?" Eu, sinceramente, vou ficar com a segunta opção.

Não que eu não tenha amigos, muito pelo contrário, eu tenho e os adoro muito. Mas da grande maioria eu nem vou querer lembrar. 

Não vou querer lembrar das Barbies me julgando por ser mais gordinha e por eu me preocupar mais com o vestibular do que com minha unha. 

E vou sentir menos falta ainda dos meninos que acham que é grande coisa escolher alguém com menos QI do que uma laranja só pelo fato dela ser popular.

Vou sentir falta dos meus amigos que realmente fizeram a diferença na minha vida. Que realmente merecem a minha amizade. E esses, eu tenho certeza que não vai durar apenas no Ensino Médio. Vou querer levar para minha vida toda. Esses sim vale a pena sentir falta.

Enfim, vou escrever bem menos aqui no Blog, afinal eu tenho que estudar para o vestibular nas minhas horas vagas. E de segunda a quarta eu tenho aula o dia inteiro.
Mas vou procurar deixá-los bem por dentro dos acontecimentos.

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Resumo das Férias.

Postado por Babi às 13:40
Reações: 
0 Comente aqui.
Estou de volta das minha férias pessoal. Voltei ontem de viajem, peguei uma baita de uma turbulência do Paraná até Floripa, mas estou viva, graças a Deus haha.

Este post está sendo feito especialmente para contar (resumidamente) minhas férias em São Pedro - SP com meus avós.

Sabe aquele filme da década de sei lá quando "Férias Frustradas"? Onde nada dava certo, a avó morreu no meio do caminho, as crianças ficaram cansadas, a esposa queria voltar para casa e no final da viajem, quando eles enfim chegam ao Parque de Diversões, o parque está fechado para reforma? Então, minhas férias passaram longe disso.

Pois é, estou depremida por ter voltado para casa, para minha vida normal, eu realmente aproveitei demais esses 11 dias.

Fomos para o hotel Fonte Colina Verde, em São Pedro, SP. Nós já tinhamos ido a 2 anos atrás para esse mesmo hotel, mas dessa vez, eu não sei o porque (na verdade eu sei, tem nome, sobrenome e msn haha), foi mais especial.
Ficamos a maior parte do tempo, comendo, conversando, jogando sinuca, baralho e dominó, mas eu não fiquei nem um pouco intediada, muito pelo contrário, eu tinha uma grande distração lá. Era quase impossível me intediar.

Voltei às minhas raízes, dei mamadeira para os porquinhos e para os cabritinhos, assuviei para os pirus, cacareijei com as galinhas e passei a mão nos cavalos, mas sabe quando você sente que falta alguma coisa para o momento se tornar perfeito, como se você não tivesse feito tudo o que gostaria?!

Eu estou assim, como se eu tivesse vindo para cá, mas meu coração ficou lá. Não sei se é por causa dos meus avós ou por causa dele, eu realmente não sei.
Eu prometi para mim mesma que não iria me apaixonar, não tão facilmente, e estou cumprindo com minha palavra. Porém, isso é como se fosse uma pequena paixonite de criança, quando vê um "príncipe encantado" pela primeira vez. É como se apaixonar sem se apaixonar. Isso me fez me sentir bem enquanto eu estava lá, mas agora eu estou aqui, com se um corda tivesse sido amarrada com toda força do mundo no meu coração.
Talvez seja apenas saudade, ou pode não ser. Eu sei que nunca iria acontecer, ou talvez pudesse acontecer, mas não seria para sempre, pois nada é para sempreEu poderia ter investido. 

O que eu estou falando?!

Era para eu estar escrevendo sobre minhas férias, mas estou aqui, me lamentando por ser tão fraca quando o assunto é paixonites. Estou começando a ficar cansada de ter que ficar dias e dias pensando em uma só pessoa, e muitas vezes (muitas mesmo) nem vale a pena.


Bom gente, para simplificar as coisa, em poucas (pouquíssimas) palavras : Foi bom enquanto durou.

No amor ninguém pode machucar ninguém; cada um é responsável por aquilo que sente e não podemos culpar o outro por isso... Hoje estou convencida de que ninguém perde ninguém, porque ninguém possui ninguém... Essa é a verdadeira experiência de ser livre: ter a coisa mais importante do mundo sem possuí-la.
 

Esse é o MEU conto de fadas. Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Emocutez