quinta-feira, 22 de março de 2012

Devaneio...

Postado por Babi às 09:48
Reações: 
0 Comente aqui.
Estava com vontade de escrever, escrever sobre qualquer coisa que visse em minha cabeça, qualquer coisa que estivesse engasgada esperando ser colocada aqui no blog assim como meus tantos outros devaneios. Acabei descobrindo que não consigo tratar de apenas um assunto  quando em minha cabeça diversos sentimentos me confundem e me deixam sem um rumo certo para escrever. 

Medo, angústia,  paixonite, felicidade, tristeza ... são alguns dos sentimentos que estão passando por minha cabeça nesse momento enquanto escrevo esse post extremamente pobre de conteúdo, me desculpem por isso, me desculpem por demorar a postar textos no blog e me desculpem mais ainda por, depois de tanto tempo, postar algo tão confuso e sem graça, mas, ultimamente, essa é a característica que resume exatamente essa fase da minha vida: sem graça. 

Mas como eu disse, é apenas uma fase, espero.

Como o dia mundial da Água não poderia passar em branco, peguei esse trecho extraído do livro Terra dos Homens, de Antoine de Saint-Exupéry para prestar uma homenagem.

Água!
Tu não tens gosto, nem cor nem aroma. 
Não podemos definir-te, 
Saboreamos-te sem te conhecermos. 
Tu não és necessária à vida: tu és a própria vida!
Tu penetra-nos dum prazer 
Que não se explica pelos sentidos.
Contigo reentram em nós os poderes
Aos quais tínhamos renunciado…
Por tua graça,
Abrem –se em nós todas as fontes corrompidas do nosso coração
Tu és a maior riqueza que existe no mundo,
E és também a mais delicada, 
Tu, tão pura no ventre da terra.
Pode-se morrer a dois passos dum lago de água salgada.
Pode-se morrer de dois litros de orvalho que alguns sais retêm em suspensão.
Tu não aceitas mistura alguma,
Tu não suportas alteração alguma,
Tu és uma desconfiada divindade… 
Mas tu espalhas em nós
Uma felicidade infinitamente simples. 

Câmbio desligo.
 

Esse é o MEU conto de fadas. Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Emocutez