sábado, 10 de novembro de 2012

Inferno Astral

Postado por Babi às 12:43
Reações: 
Nunca acreditei muito naquela coisa de "inferno astral", nem ao menos sei como funciona, mas acredito que tenha relação com signos, aniversário, azar e ruínas. Porém, no meio de todo meu ceticismo, encontrei espaço para acreditar que, assim como muitas coisas na minha vida, meu inferno astral também chegou atrasado.
Aquela sensação desagradável de acordar, olhar para um céu azul e um sol brilhante e pensar "qual vai ser a merda do dia?" não se mostrava tão presente quanto está nas últimas semanas. Ter medo de não ter mais de onde tirar forças para enfrentar as pauladas que aparecem a cada novo capítulo da novela criada com a minha vida, não parecia algo que poderia acontecer comigo. Apesar de já ter vivido alguns dramas, achei que minha vida seria mais uma comédia romântica clichê do que uma novela das nove de quinta categoria.
Parecer forte às vezes cansa, cansa ser o apoio quando você está prestes a desabar em milhões de pedacinhos. Cansa querer ajudar o próximo quando, pela primeira vez, é você quem mais precisa de ajuda.
Queria poder seguir os conselhos que dou, mas para mim é muito mais seguro falar a fazer, é muito mais seguro aceitar a discutir coisas que me parecem ser pequenas demais para serem discutidas, é muito mais seguro ser altruísta ao invés de pensar em mim, pois, dessa forma, consigo fugir um pouco dos meus medos e do que me faz ter vontade de correr até conseguir ficar longe o bastante de tudo isso. Gosto de segurança.
Às vezes me forço a acreditar que isso tudo não passa de mais uma das minhas fases. Uma fase que, diferente das outras, parece estar demorando tempo demais para acabar, mas vai acabar.
Posso sim estar vivendo um momento de transformação, gosto de pensar que agora tudo vai ser diferente, eu vou ser diferente, a partir de agora vou viver pra mim e por mim. Vou pedir uma dose de egoísmo, uma dose de amor próprio, uma dose de "foda-se", misturar tudo e beber num gole só.
Pegar as rédeas da minha vida e me guiar no sentido que eu quero, aquele que eu criei para mim, me parece uma ótima escolha. Começando agora, estou escrevendo de novo.
Adeus inferno astral, olá eu.
Câmbio desligo, não por tanto tempo.

0 Comente aqui.:

Postar um comentário

 

Esse é o MEU conto de fadas. Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Emocutez